Flor redescoberta depois de mais de 150 anos

A página não foi completamente carregada ou o navegador não suporta JavaScript. Textos Assim correspondem às notas.

Flor identificada no século XIX é reencontrada em Minas GeraisFlor identificada no século XIX é reencontrada em Minas Gerais. G1, em 5 de maio de 2011.

Uma flor identificada uma única vez por um naturalista no século XIX foi reencontrada por pesquisadores na Serra do Cipó, no centro de Minas Gerais. A planta, classificada comoLychnophora humillima , foi recolhida pela primeira vez por Ludwig Riedel, cientista alemão que percorreu o interior do Brasil há mais de 150 anos, a serviço do governo russo.

Mas como não se sabe exatamente os lugares por onde passou, a espécie nunca havia sido reencontrada, segundo informações dos Jardim Botânicos Reais de Kew, em Londres. A instituição participa de um projeto que mapeia a flora dessa região mineira, muito rica em biodiversidade.

OBSERVAÇÕES

A descoberta, ou redescoberta, de animais e plantas até então desconhecidos pela ciência é muito comum. Mesmo animais e plantas de porte são econtrados com frequência realtivamente alta. Isso evidencia nosso baixo conhecimento da bidiversidade e permite especular sobre o que ainda permance desconhecido. A descoberta, ou redescoberta, de novos animais e plantas em áreas historicamente povoadas apenas reforça essa verificação.

FICHAMENTO

Data: 20110505 | Latitude: -19.00 | Longitude: -43.65.

TAGS: Criptobotânica, Descoberta.

Acesse Artigos Similares.

_____________________
Entenda melhor qual a relação desse assunto com a ufologia, ou por que ele nos interessa, conhecendo o significado das tags e outros parâmetros de fichamento em Estruturação de Dados.

Críticas, acréscimos ou sugestões, comente ou Entre em Contato.
Caso tenha interesse, saiba COMO CONTRIBUIR com nossas pesquisas.

Comente

COMENTÁRIO

ATENÇÃO: Comentários são públicos. Para manifestações privativas, utilize Nosso Formulário. Comentários desrespeitosos, infundados ou fora de contexto serão removidos.

*

© 2003, 2010-2015. Ufologia Objetiva. Direitos reservados.
Cópias sem fins lucrativos permitidas, desde que citada a fonte.